• Joy

Hora de voar para longe do ninho


Imagem: liputan6.com

Quando a adolescência começou a dar as caras por aqui, a minha primeira preocupação foi: "Nossa, meu filho já não é mais criança! Daqui a pouco vai querer começar a alçar voo solo e sair pelo mundo. E agora?"


O tempo passa tão rápido! Nossos pequenos crescem num piscar de olhos, e de repente já não temos muito controle sobre suas vidas e suas escolhas. Mas será que eles dão conta de tanta responsabilidade? Logo vão começar uma faculdade, e como vão se virar? Vão saber dar conta de uma casa (e de uma vida) sem ter os pais na retaguarda?


Quando nossos filhos são pequenos, é natural pensarmos em ensinar-lhes coisas básicas, como usar palavras de cortesia, arrumar o próprio quarto e ajudar nos pequenos afazeres domésticos. Mas fico surpresa ao constatar que essa preocupação de preparar nossos filhos para o futuro não avança da infância para a adolescência.


Vamos ser sinceros: às vezes é difícil tornar-se adulto. Muitas vezes vem com responsabilidades adicionais, desafios e tarefas do mundo real que, francamente, nem nós adultos realmente queremos assumir. No entanto, esses são marcos importantes no caminho para se tornar um adulto independente.


É muito importante ensinar aos nossos filhos habilidades para a vida adulta. No entanto, muitas vezes não damos a isso atenção suficiente. Você já parou para pensar em como estão as habilidades do seu filho para enfrentar os desafios futuros?


Deixar o ninho não é uma tarefa fácil, e pesquisas sugerem que viver de forma independente está cada vez mais difícil para os jovens adultos de hoje. Embora tecnicamente com idade suficiente para viver por conta própria, muitos não estão preparados e equipados para isso.


À medida que uma criança cresce, é preciso que conquiste cada vez mais o seu espaço e liberdade. É preciso que saiba não somente como lavar pratos, preparar uma refeição ou usar um martelo, mas também que aprenda a tomar decisões, a lidar com pequenos conflitos e a resolver os perrengues do dia a dia. Portanto, se você tem um adolescente em casa, faça um favor a ele e pare de fazer coisas que ele mesmo deveria fazer.


Listei aqui 20 habilidades básicas que ajudarão a preparar seu filho para o mundo real.

Tenho certeza de que serão perfeitas para ajudar seu filho adolescente a aprender a fazer mais coisas por conta própria, preparando-o para o sucesso a longo prazo. Examine a lista com seu filho e veja quantas delas ele sabe fazer.


Imagem: liputan6.com

Aqui estão as coisas que acredito que todos os adolescentes deveriam ser capazes de resolver antes de saírem de casa:


1. Lavar a roupa (processo completo, do início ao fim) - Isso inclui o básico, como ler etiquetas de roupas, classificar por cor ou tecido e saber quando usar o ciclo delicado. Também inclui saber como, quando e quanto usar de sabão em pó, amaciante e removedor de manchas.


2. Comprar e preparar uma refeição - É sempre importante ter umas comidinhas fáceis de preparar à mão, para qualquer emergência, e nessas situações o micro-ondas é um grande aliado. Permitir que seu filho compre algumas sopas enlatadas, pratos congelados e pratos de macarrão instantâneo etc. vai não somente ensiná-lo sobre quantidade, como também a ter ideias do que gosta e onde encontrar essas coisas no supermercado.


3. Marcar seu próprio médico e dentista - É essencial que seu filho se sinta confortável ligando para seu médico ou clínica de saúde próxima para agendar consultas ou obter conselhos de uma enfermeira, e é igualmente importante que ele conheça seu histórico médico, alergias e como preencher formulários médicos.


4. Candidatar-se a um emprego - Este é o primeiro passo para iniciar uma carreira, e é fundamental saber redigir boas cartas de apresentação e currículos completos. Para começar, é possível procurar alguns exemplos online e conversar com seu filho sobre como preencher tudo corretamente. Se quiserem um pouco mais de diversão, simule algumas perguntas de uma entrevista ;)


5. Matricular-se ou inscrever-se em algo - Pode ser uma academia, a biblioteca municipal ou um novo curso. De qualquer forma, seu filho abrirá novas contas em seu nome em algum momento ao longo do caminho. Com cada nova conta, vêm responsabilidades, como pagar taxas de atraso, monitorar taxas de inscrição ou controlar livros emprestados.


6. Criar um orçamento mensal e seguir o planejamento - É essencial para o sucesso dele que ele aprenda a controlar seus gastos e viver de acordo com suas posses. Dê a seu filho um ideia inicial sobre como criar e gerenciar contas pessoais. Pode ser desde uma planilha no Excel ou algum app como o "Organizze" ou o "Guia Bolso".


7. Criar uma conta bancária - É importante ter o próprio dinheiro e ser responsável pela sua movimentação. Mesmo que seu filho ainda não tenha renda própria, o próprio dinheiro da mesada é suficiente para ensiná-lo a controlar o que possui. Ter um cartão de crédito ou débito pode facilitar a vida e ensinar a ter responsabilidade.


8. Gerenciar a conta bancária (online e pessoalmente) - Seu filho sabe fazer login em sua conta online e verificar seu saldo? Transferir dinheiro da poupança para a conta corrente? Depositar e retirar dinheiro usando o caixa eletrônico? Entrar no banco e saber quem procurar? Lidar com você fazendo todas essas perguntas de uma vez? Se ele puder, então já garantiu uma das habilidades mais essenciais da vida dos adultos.


9. Pagar as contas - Pode ser uma mensalidade de um curso ou do telefone celular; se seu filho for financeiramente responsável por pagá-la, certifique-se de que ele saiba como fazer login nos portais de pagamento, configurar o pagamento automático ou agendar lembretes para o vencimento das contas.


10. Aprender a consertar algo ou costurar um botão - Esta é uma maneira fácil de ajudar seu filho a economizar algum dinheiro em consertos de roupas e roupas novas em geral. Os botões se soltam e as costuras se rasgam. Em vez de doar as roupas estragadas ou pagar a alguém para consertá-las, ensine seu filho a fazer esses consertos sozinho. Também é fundamental saber fazer pequenos consertos domésticos, trocar lâmpadas, arrumar a própria bicicleta e entender como funciona o quadro de força da casa.


11. Obter uma carteira de motorista - Nada nos dá mais liberdade do que uma licença para dirigir. É uma das habilidades da vida adulta que vem com grande responsabilidade e constrói o caráter por meio do compartilhamento da estrada com outras pessoas. Se seu filho já tem a carteira de motorista, certifique-se de que ele saiba que ela irá expirar e, eventualmente, precisará ser renovada. Garanta que ele entenda que o motorista é responsável pela integridade da carga que carrega, sejam pessoas ou objetos. Ensine-o a encher o tanque do carro, a comprar e reabastecer o fluido do limpador de pára-brisas, a verificar a pressão dos pneus, a substituir a lâmina do limpador e a trocar o óleo.


12. Usar um mapa ou um aplicativo para ir a algum lugar novo - Seu filho (e provavelmente você também) conta com o Google Maps ou com o Maps.me para levá-lo aos lugares, mas o que acontece se o telefone dele morrer? Ou se a rota mais rápida do GPS passa pela pior parte da cidade? Ou se ele tem que decifrar mapas em uma estação de metrô? Embora a tecnologia leve as pessoas de maneira eficiente do ponto A ao ponto B, as habilidades de leitura de mapas não devem ser subestimadas, nem aprender quais bairros são mais arriscados de dirigir. Se ele puder ler um mapa real, usar aplicativos de GPS será mais fácil do que nunca. Certifique-se de que seu filho tenha um no celular e saiba como usá-lo.


13. Conversar com alguém do atendimento ao cliente para resolver um problema - A tecnologia é incrível, mas às vezes falha. Ligar ou enviar um e-mail para o suporte ao cliente é uma habilidade imprescindível, e coisas como saber onde encontrar o endereço IP do seu computador ou como reconectar um dispositivo de streaming tornam a solução de problemas mais fácil. Da próxima vez que a tecnologia te deixar na mão, dê ao seu filho a alegre tarefa de ligar para o suporte e resolver o problema.


14. Pedir ajuda a um estranho - Admitir que precisa de ajuda - seja para um professor ou colega de trabalho - é algo que intimida até mesmo a mais confiante das almas. Se surgir a oportunidade, incentive seu filho a procurar ajuda cara a cara com alguém que ainda não conheça, como um funcionário da escola ou um balconista de loja. E lembre-o de que pedir ajuda mostra seu comprometimento em aprender e empenhar-se na solução de algo.


15. Gerenciar a própria agenda de compromissos - É terrível ter que fazer o papel de cuco e ficar anunciando cada agendamento para os filhos. É fundamental saber marcar corretamente os próprios compromissos, seja em uma agenda física ou digital, e garantir que se lembrará deles.


16. Usar transporte público - O meio de transporte mais acessível é o público, portanto, informe seu filho sobre as rotas de ônibus, trem e metrô nas proximidades, bem como sobre como comprar passagens para viajar (geralmente, um aplicativo ou cartão que pode ser pré-carregado com fundos). Mesmo se ele tiver um carro, saber usar o transporte público é imprescindível. Ensine-o a traçar rotas de um ponto A a B no Google Maps e seguir as orientações.


17. Escrever, endereçar e enviar uma carta - Sem dúvida, seu filho vai insistir que "ninguém mais envia correspondência de verdade", mas, na verdade, os humanos ainda usam o correio tradicional para se comunicar. Na verdade, milhões de correspondências são entregues todos os dias e, mais cedo ou mais tarde, uma dessas correspondências terá de vir de seu filho.


18. Devolver algo para uma loja - Parece óbvio, mas devolver um item indesejado, danificado ou que não se adapta bem faz parte da vida. Certifique-se de que seu filho se sinta confortável fazendo isso.


19. Votar - Claro que isso vai depender das leis de cada país com relação à idade mínima para votar, mas garanta que seu filho se registre para votar com a idade apropriada. Se tiver mais de uma cidadania, garanta que o processo foi feito em cada país e ajude-o a entender como justificar caso não seja possível votar em uma data específica. Ter voz no processo eleitoral é uma das habilidades de vida adulta mais importantes.


20. Assumir uma tarefa que um adulto costuma fazer - Provavelmente, há dezenas de tarefas que seu filho pode tirar do seu colo. Talvez seja algo simples como retirar e lavar os pratos após as refeições. Ou tirar o lixo e reciclar no dia designado. Talvez seja limpar o banheiro. Ou aspirar e tirar o pó. Ei, que tal cortar a grama! Viu só? Há tantas opções para escolher! Dar ao seu filho mais responsabilidade nas tarefas domésticas ajuda-o a aprender que é necessário esforço de todos para manter o lugar funcionando (e seus habitantes mais felizes).


Imagem: kompasiana.com

Acredito que as habilidades para a vida adulta são incrivelmente poderosas para ajudar crianças de todas as idades a se prepararem para o mundo real e espero que você goste de compartilhar isso com seu filho adolescente.


Essa lista pode, obviamente, continuar indefinidamente, e você e seu filho podem adicionar a ela novas tarefas, conforme necessário. Minha esperança é que esta lista inicial abra a porta para que vocês discutam responsabilidade e segurança, e compartilhem o entusiasmo sobre o que está por vir e o orgulho que você e seu filho sentem sobre tudo que ele já realizou. Você e seu filho estão prestes a dar um grande passo, enquanto vocês dois se preparam para mais independência, e eu desejo a ambos boa sorte!


Já pensou em algo que não está na lista e é importante que seu filho saiba? Compartilhe com a gente nos comentários ;)



24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 by Joy in Dutch - all rights reserved.